logo live news
Celebs

Juíza rejeita pedido de Amber para descartar processo de difamação de Johnny Depp

05/05/2022 12:05 PM

Uma juíza negou o pedido de Heard para arquivar o julgamento por difamação, no qual Depp a está processando por supostamente arruinar sua reputação ao “escolher mentir sobre ele para seu próprio benefício pessoal”, argumentaram os advogados de Depp em declarações iniciais do dia 12 de abril.

“Estamos satisfeitos com a decisão da juíza Azcarate de continuar com o julgamento depois que [o advogado de Heard] Rottenborn não conseguiu convencer o tribunal de que havia motivos para arquivar o caso”, disse um porta-voz de Depp ao E! News em um comunicado em 3 de maio. “Estamos confiantes no futuro do caso e para que a verdade continue a ser compartilhada”.

Nessa terça-feira, 3 de maio, Benjamin Rotternborn argumentou que não havia “evidências claras e convincentes” por parte de Depp, explicando que ele “não pode cumprir seu ônus da prova” para o julgamento. Rotternborn continuou: “Ele [Depp] não pode provar que a Sra. Heard agiu com malícia real”, relatou a CourtTV.

Em 2018, Heard escreveu um editorial para o The Washington Post intitulado “Amber Heard: I spoke up against sexual violence—and faced our culture’s wrath. That has to change” (Amber Heard: Me pronunciei contra a violência sexual – e enfrentei a ira de nossa cultura. Isso tem que mudar). Embora Heard não tenha citado Depp no artigo, ele a acusou de difamação de caráter por detalhar supostos abusos domésticos no editorial, que ele descreve como uma “farsa elaborada”. E!