logo live news
news

Michael tem melhor fase da carreira embalado pelo cuidado com a mente e refinamento da técnica

11/20/2021 7:23 AM

O ponta rubro-negro tem o melhor ano da carreira, e o treinador mental Lincoln Nunes explica como a mente influencia a performance.

Foto: Alexandre Vidal

Depois de uma série de resultados adversos, o Flamengo se encontrou em campo e conseguiu uma vitória expressiva contra o São Paulo dentro do Morumbi, no último fim de semana. O resultado trouxe alento à nação e ao técnico Renato Gaúcho.

O grande destaque da partida foi Michael, que marcou dois gols e ainda contribuiu com uma assistência. O resultado permitiu que ele assumisse a artilharia do Brasileirão com 14 gols na competição. Um detalhe a ser observado é que desde a chegada de Renato Gaúcho ao comando do time, o atleta disputou todas as partidas até aqui. Segundo o treinador mental de atletas de alta performance, Lincoln Nunes, “o técnico tem sua importância para o desempenho Michael, mas não se trata só dele. Existe um trabalho bem profundo entre diversas áreas nesse sentido. O próprio jogador afirmou que passava por problemas psicológicos e até mesmo pensou em coisas drásticas – algo desencadeado pela depressão”.

Sobre este problema de saúde, o jogador afirmou, em entrevista ao canal Barbaridade: “Eu tive depressão no ano passado, sofri muito com isso. Na época, eu estava no hotel e quis me suicidar. Me veio pensamentos ruins e eu queria saber como era me jogar do prédio. Então, eu gritei por socorro, pela minha mulher, pelo doutor Tanure, Diego Ribas, Diego Alves, Filipe Luís, o Rafinha, o Marcos Braz também. Eles me fizeram ser querido, ser abraçado”.

Lincoln explica que a primeira coisa importante foi o apoio dos líderes do grupo. “Todos sabem como o plantel do Flamengo é unido e embarca nas ideias dos companheiros, principalmente os “medalhões” do elenco. Apoio é fundamental neste momento”, acrescenta. Além disso, “isso só reforça a necessidade de um staff preparado para atender o jogador, o médico, psicólogo e um preparador mental são peças chave no desempenho. Quando as coisas estão ajustadas entre mente e físico, os resultados são exponenciais”, destaca.

Diante deste cenário, onde o atleta superou uma adversidade tão complicada, Lincoln é taxativo: “Quando o futebol priorizar a mente como chave principal da performance, de fato, as coisas irão mudar para melhor. Talentos como o dele não serão perdidos e sim alavancados”, finaliza.