logo live news
Celebs

The Weeknd ainda está boicotando Grammys em meio a mudanças no comitê de regras: ‘A confiança foi quebrada’

05/04/2021 11:11 AM

O Weeknd está se abrindo sobre as recentes mudanças no comitê de regras anunciadas pela Recording Academy na sexta-feira, e a estrela pop está dobrando sua decisão de boicotar o Grammy depois de ser excluída de todas as indicações para o prêmio de 2021.

The Weeknd (Foto de Kevin Mazur / MTV VMAs 2020 / Getty Images para MTV)

O artista de “After Hours” – nascido Abel Tesfaye – teve um dos maiores álbuns do ano, que rendeu a The Weeknd o single mais transmitido do ano com “Blinding Lights” e uma performance no Super Bowl LIV no intervalo. Então, ele e sua equipe não ficaram muito entusiasmados com sua posição atual aos olhos da Academia de Gravação, apesar de a organização eliminar comitês “secretos” de revisão de nomeações que decidem quem tem a chance de ganhar um troféu.

“A confiança foi quebrada por tanto tempo entre a organização do Grammy e os artistas que seria imprudente levantar uma bandeira da vitória”, disse ele à Variety, acrescentando que a recente mudança marca “um começo importante”.

“Acho que a indústria e o público precisam ver o sistema transparente realmente em jogo para que a vitória seja comemorada, mas é um começo importante”, continuou ele. “Continuo desinteressado em fazer parte do Grammy, especialmente com sua própria admissão de corrupção por todas essas décadas. Não vou me submeter no futuro.”

O indicado por 10 vezes já ganhou três Grammys: melhor álbum urbano contemporâneo por “Starboy” em 2017, e em 2015 ele ganhou melhor desempenho de R&B pela música “Earned It” e melhor álbum urbano contemporâneo por “Beauty Behind The Madness”.

Ele está entre os muitos grandes nomes e artistas que criticaram o Grammy pela falta de diversidade entre os tomadores de decisão. Nicki Minaj e Justin Bieber também expressaram frustração com o processo de indicação. Com Fox News.