logo live news
Celebs

Léa Seydoux, estrela de ‘No Time to Die’, diz que termo ‘Bond girl’ deve ser substituído

10/09/2021 10:24 AM
Lea Seydoux estrela “No Time To Die” Jeff Spicer/Getty Images

Léa Seydoux insinuou que está mais do que satisfeita em ver a franquia James Bond receber fortes pistas femininas, mas ainda há espaço para melhorias.

Seydoux apareceu no “Good Morning America” para discutir seu papel como Madeleine Swann no último episódio de Bond “No Time To Die”, que chega aos cinemas na sexta-feira. Perguntada se o termo popular “Bond girl” é “antiquado” e não deve mais ser usado, a atriz francesa disse que acha que seria mais apropriado dizer “Bond woman”.

De seu papel especificamente, Seydoux compartilhou que está feliz que sua personagem é “bastante inesperada para uma bond girl porque ela não está aqui para agradar James Bond. Ela é desta vez uma mulher real com profundidade e vulnerabilidade, o que é algo muito novo para uma mulher bond.”

“Acho que posso agradecer ao Daniel de certa forma porque ele é feminista, e é por causa dele que as personagens femininas mudaram muito. Era hora de agora ter personagens femininas mais fortes, então estou muito feliz por isso”, acrescentou.

O papel de Seydoux no novo filme também é significativo, já que ela é a única mulher a desempenhar o papel em dois filmes de 007. Ela chamou a estatística de “incrível”.

“Acho que James Bond se tornou romântico”, disse ela com uma risada, acrescentando que o filme é “extremamente emocional”. Fox