logo live news
music

Felipe El e Dora Morelembaum revisitam o trabalho de Di Melo e lançam “Kilário” e “João”

15/03/2021 16:08

Os cantores Felipe El e Dora Morelembaum lançaram na última sexta-feira (12) os singles ”Kilário” e “João” em homenagem a um dos grandes ícones da black music nacional, Di Melo. As faixas fazem parte do EP “Podível e Impodível” que será lançado na próxima sexta-feira, dia 19 de março.

Ouça ”Kilário” aqui!
Ouça e assista “João” aqui!

O projeto “Podível e Impodível” conta com oito faixas, sete delas cantadas por um expoente da nova cena musical contemporânea e uma faixa cantada pelo próprio homenageado, Di Melo, e produzida por Diogo Strausz e do Tó Brandileone.

“Foi uma experiência incrível mergulhar nesse álbum de Di Melo, e principalmente reinterpretar ‘João’, essa música linda com a letra tão forte. Eu e Lucas Nunes – guitarrista da faixa, que assina a produção ao meu lado – aproveitamos a liberdade que nos foi dada para a versão e buscamos dar uma cara mais notívaga ao João, esse cara das ruas que veste histórias que não lhe pertencem, e acaba caindo nos próprios contos”, conta Dora.

O clipe ficou com esse mesmo ar, um compilado de imagens de arquivo boêmias, na calada da noite capturando as luzes fortes em contraposto à escuridão, feito pela artista visual Joana Uchôa. A gravação contou também com Zé Ibarra no baixo e Felipe Moura na bateria. “Foi delicioso. Felicidade enorme em participar desse projeto e revisitar a obra de Di Melo”, completa a interprete.

Felipe El também fala um pouco sobre a experiência de gravar “Kilário”. Canção iluminada, mas que seu compositor mantém uma relação conturbada por remeter-lhe algumas experiências tristes. “O convite da Andrea Franco e da produtora Xirê Eventos foi uma alegria para mim. Sou fã do Di Melo há muito tempo e sempre quis dar minha interpretação às canções desse disco tão clássico. ‘Kilário’ é um Hit absoluto da música popular”.

Cantor, compositor, pintor, escultor, ator, escritor, poeta e uma lenda viva da música brasileira, o recifense “imorrível” Di Melo se diferenciou de seus demais contemporâneos pela variedade de gêneros musicais de sua obra, incluindo a mistura de elementos da soul music com a psicodelia.

Conhecido por seus grooves irresistíveis e por suas letras questionadoras, Di Melo lançou seu primeiro trabalho em 1975 e pouco depois alcançou o sucesso. Com o passar dos anos, sua obra foi sendo esquecida a ponto dele ser dado como morto. Mas seu trabalho foi resgatado e hoje ele é admirado no mundo inteiro por músicos, DJs e pesquisadores da música brasileira.

EP “Podível e Impodível” é um projeto da Xirê Eventos em parceria com o FARO.